domingo, 19 de fevereiro de 2017

U&B: Uma aventura interativa - Capítulo 3

Fala guerreiros e guerreiras! Zentiiii!!!

Gente! O Thor deu o seu ar da graça por aqui hoje!!!
Demoramos para postar pois a tempestade elétrica forte acabou gerando uma queda na eletricidade e com o novo capítulo no PC só restou aguardar a luz voltar.  :/

Mas cá estamos! Tem mais um novo capítulo saíndo e continuamos adiante nossa aventura então, quase meia noite, mas chegamos!!! \o/
Só que antes precisamos falar da opção mais votada da semana que foi:



Então bora lá! A escolha de vocês é quem comanda e vamos descobrir aonde esse caminho levará!
Boa leitura!!!

Capítulo 3

Continuei adiante sem questionar nada, mesmo que a minha cabeça fosse invadida por milhões de perguntas! Subimos a estreita escada de madeira no fim do corredor uns três andares e fomos parar num corredor mais iluminado, com muitas portas a frente e muito mais silencioso.
Os irmãos me levaram até um cômodo aberto no fim do corredor, era um lugar bem grande, as luzes da tarde entravam pela janela em feixes que iluminavam tudo e davam um brilho amarelado a todas as armas que as paredes carregavam. Eram escudos, machados, espadas, lanças, todos pendurados por todo lado e de todas as formas e tamanhos daqueles que tanto vi em livros e sites de cultura nórdica durante minha vida.

Era como um antigo museu viking. Aliás, eu já achava que havia algo muito nórdico naquele lugar desde que cheguei, eu leio, uso internet, eu gosto do assunto desde sempre e estava claro que eu tinha sido raptado e estava em algum lugar da Escandinávia, só não sabia onde.
E não me entendam mal, é claro que eu sentia falta da minha família e as pessoas da minha vida mas eu estava em meio a um lugar que eu sempre tentei imaginar como seria, os países escandinavos dizem que são muito bonitos e de fato são.
Os irmãos me levaram para um canto daquela "sala de armas" e eu nem cogitei em perguntar nada de onde estávamos porque a cara deles de fato não era das melhores. Eles caminharam um pouco a minha frente e cochicharam algo antes de sentarem em um extremo do enorme banco de madeira coberto por pelegos de todos os tons possíveis que as ovelhas podem ter.
Thjálfi me pediu para sentar junto deles com tom sombrio e pausado, sem hesitar sentei e perguntei o que houve.

Os irmãos me falaram que eles foram proibidos de falar comigo sobre como eu tinha chegado lá pelo próprio "senhor" e que de fato parte das minhas suspeitas eram reais.
Eu ia começar a metralhar milhões de perguntas mas Röskva me fez sinal de permanecer calado e Thjálfi continuou a falar:

- Nós estamos nos campos de Thrudvangar, dentro de uma sala de Bilskirnir, o grande salão e aquele que você não deveria de ter encarado lá embaixo é o nosso senhor e o senhor deste salão e até destas terras, o poderoso Thor, senhor do trovão!

Por um momento parei, e olhei diretamente para a cara dos irmãos e até a do homem que estava lá no fundo do salão, lustrando ou limpando uma espada e nos encarando ao longe, voltei aos irmãos que me olhavam com preocupação e comecei a rir, rir sem parar!
Röskva olhou para Thjálfi que levantava as mãos em sinal de não entender o porquê de eu rir, eu parei.

-Podem falar sério agora, o que está havendo?

Röskva me olhou séria e segurando minhas mãos me falou que realmente era aquilo e que para os humanos normalmente é difícil de entender. Ela estava fria, e séria.
Thjálfi me explicou que realmente era verdade, e que aquilo lá embaixo que pareceu efeitos especiais como eu falei, sem ele entender o que era, era tudo verdade, aquele era Thor, senhor dos trovões e protetor de Midgard!

Eu não sabia se ficava mais preocupado com o fato do Thjálfi novamente não entender coisas básicas que eu falava como telefone, internet, televisão ou filmes ou com o fato dele dizer que eu tinha visto na minha frente o deus do trovão, um dos deuses nórdicos mais conhecidos, o próprio filho do deus Odin, UM DEUS! Era impossível!!

Ou eu estava dormindo e sonhando, ou eu tinha sido drogado e estava alucinando ou eu estava sendo enganado e era uma super pegadinha. Eu não lembrava nada de como tinha chegado naquele lugar e eu já tinha cansado de perguntar sem ninguém me responder e agora estavam me dizendo que eu estava num dos lugares descritos em lendas da mitologia nórdica e tinha visto na minha frente um Deus!

Quando me questionei tudo isso algo fez "click" na minha cabeça e eu fiquei estático e senti meu corpo inteiro formigar, Thjálfi me perguntou se eu estava bem e eu só consegui olhar pra eles e dizer: - Se eu estou em Thrudvangar e eu vi o Thor então... Eu estou morto!

-Não, Khriztian, você não está morto.




Não se esqueça de votar e conferir no fim da semana na nossa fanpage qual resultado foi escolhido!
Obrigado por se aventurar conosco atér aqui e fica ligado então no que virá!

Se quiser comentar ou sugerir manda aqui nos copmentários que com certeza veremos e responderemos e se curtiu bora compartilhar para seus amigos!!

Saudações da unicórnio e do barba!!! Boa semana para todos!



0 Comments:

Postar um comentário

Seja gentil!
Nada de ódio!!
Faça amor não faça a barba!!