quarta-feira, 1 de março de 2017

U&B: Uma aventura interativa - Capítulo 4

Faaala meus guerreiros e guerreiras!!!
Oi Zenti!!! *0*
Voltamos do merecido descanso de carnaval, começando hoje oficialmente 2017.
Resolvemos que esta semana esperaríamos todos coltarem do descanso e postaríamos o novo capítulo hoje, e a partir de hoje toda quarta feira será nosso dia de encontro, ok?

A nossa aventura está ganhando novas dimensões e hoje a coisa começa a ficar cabeça! \o/
A nossa empolgação é tão grande com este capítulo que resolvemos criar um pôster oficial para ilustrar o capítulo e ao mesmo tempo para agradecer todos vocês que estão fazendo parte desta aventura conosco, escolhendo cada caminho a seguir.

Bom, sem mais delongas segue o novo capítulo e como sempre, a votação logo abaixo. E antes de fechar a postagem o pôster dos "Nove mundos" que ilustram o trecho de hoje ;)

Esperamos gostem e boa leitura!!!


Capítulo 4

O homem que limpava a arma no outro lado do salão me chamou pelo meu nome e veio caminhando direto para nós. Eu não o conhecia, nunca tinha falado com ele e os irmãos pareciam tão surpresos quanto eu.

Ele era um cara mais velho, provavelmente estava na casa dos cinquenta, cabelos pretos presos em um rabinho e com uma touca de pelos preta e roupas puramente nórdicas. Carregava um cinto de ferramentas que mais parecia o cinto de utilidades do Batman. A pele era escura, curtida pelo sol e seu porte era de um homem grande que os anos deixavam agora levemente curvado.
Ele se apresentou como Mikill, o que me foi estranho, por que o seu nome e estranhamente seu visual também me lembravam um pouco do meu pai, provavelmente era a saudades falando mais alto.

Os dois irmãos assentiram com a cabeça cumprimentando-o afinal eu era o único lá que não conhecia todos ainda. Mikill retribui e olhou para mim dando um leve sorriso e pedindo para acompanhá-lo, os irmãos não falaram nada, apenas consentiram me sinalizando para acompanhá-lo, eu cada vez entendia menos o que estava havendo, mas como novato eu apenas seguia ordens dos veteranos.
Mikill foi caminhando na minha frente me guiando e apenas falou uma vez no caminho todo para me dizer que permanecesse calmo, que estava tudo bem e que as respostas que eu esperava já estavam chegando.

Novamente acabei do lado de fora de Bilskirnir, seguindo seus passos enquanto nos adentrávamos alguns metros na pequena floresta.
Uma pequena casinha de madeira nos esperava em uma clareira adiante, rústica, simples, com grama sobre o teto e desenhos escandinavos esculpidos na volta da porta. Por dentro ela era realmente pequena e aconchegante, o fogo da pequena forja deixava o lugar realmente aconchegante se comparado ao frio afora. Logo na entrada muitos itens feitos em metal se encontravam espalhados. A luz era tênue, e por uma porta aberta eu conseguia ver duas poltronas de madeira escura com pelegos e algo cozinhando num velho fogão.

Mikill se sentou em frente a uma mesa próxima da forja, coberta de ferramentas e me pediu para sentar num banco a frente. Ele me observou reparando naquela panela cozinhando e falou que provavelmente sua esposa estava na horta atrás da casa, colhendo parte do que faltava para a janta enquanto sorria novamente.

Ele me parecia muito calmo, e me passava tranquilidade, enquanto eu gerava mais questões na minha cabeça. Agora sobre ele, ele e sua esposa.

-Você quer me questionar alguma coisa Khriztian?

-Para dizer a verdade, sim. Porque vocês moram aqui? Achei que todos morassem lá no casarão! Thjálfi me falou isso! Que todos viviam lá!

-Bom, como pode ver, nos vivemos e comemos aqui, eu só entro em Bilskirnir para cuidar das armas dos homens de Thor e as do próprio senhor Thor em pessoa, digamos que sou como seu ferreiro pessoal, dentre outras coisas...

O que Mikill me falava só me incentivava a perguntar ainda mais, mas eu ainda não sabia nada do que estava fazendo lá? Eu não tinha nem um décimo das respostas que precisava.

-Só um momento! Eu conheço sobre cultura nórdica e sobre mitologia também! As armas do Thor? Você se refere ao Mjolnir? Você está falando do martelo do Thor? Sobre O MARTELO? Ele foi forjado por anões! Eu conheço essa lenda! Ela está em vários livros! Isso se estiver falando do Thor de verdade! Por que eu não estou entendendo mais nada!

-Sim, o Mjolnir, sua espada e seu machado também, além das armas dos homens de Thor, tudo foi feito por mim. E sim, suas histórias não estão completamente erradas! Você viu a altura do senhor? Eu realmente sou muito mais baixo do que ele e poderia ser considerado um... Como vocês chamam? Anão? Aliás, seu povo soube registrar bem muitas coisas sobre nós, mas acabaram mal entendendo muitas outras. Eu conheço muitos dos seus relatos documentados, como chamam? Livros! Nós temos muitos deles nas nossas estantes em Bilskirnir, mas nem todos os conhecem, muitos nem sabem da sua existência, apenas quem veio do seu povo é que sabe deles e nos ajudaram a entende-los.

Eu estava em choque e não conseguia falar nada. Minha boca estava aberta.

 -Khriztian, pode perguntar, como eu disse antes, chegou a hora de saber o que precisa.

-Eu, eu... Eu estou morto? Você se refere a meu povo, porque realmente estou do outro lado? Quer dizer? Realmente existe aquilo que eu acreditava, ou acredito, ou... Sei lá! Já não estou entendendo nada. Eu não me sinto morto! Eu estou normal! Eu só não lembro como cheguei, tento voltar e só tem um grande branco, mas eu lembro de todo o resto! Eu sei o que fiz semana passada! Se realmente foi semana passada mesmo... Pensando bem, eu não sei quando é hoje, o que está havendo? Estou começando a ficar tonto!

-Calma, respire! A comida de Roosje, minha esposa, tem um ótimo cheiro e sabor, com certeza vai acalmá-lo. Como vocês dizem, comida caseira soluciona qualquer mal do coração. 

Ele sorria amenamente enquanto eu estava tendo um ataque de pânico.

-Você não está morto. E sim, como você disse você está do outro lado. Literalmente do outro lado. Vocês não são os únicos no universo meu amigo e o que vocês conhecem como universo é apenas um dos vários lados existentes.

Pela sua cara eu vejo que é muita informação para seu cérebro, então vou tentar resumir por enquanto. Não há universo, mas poliverso! Nós mesmos não sabemos quantos, apenas conhecemos dois, seu sistema planetário e o nosso, completamente ligado por Yggdrassil...

-A árvore do mundo. - Completei.

-Para falar a verdade não. Eu ainda acho muito criativo que a chamem de árvore por que realmente parece com uma, mas traduzindo para o que você conhece Yggdrasil é nossa galáxia! É o que une nossos nove mundos. 

-Incluindo Midgard? Por que até onde sei, ele é a Terra, e se eu venho dela e você falou da sua galáxia, do meu sistema solar, de poliverso... Como eu, quer dizer, como os humanos podem estar na Terra e Midgard ao mesmo tempo e em lados diferentes? Há uma duplicata da Terra? Uma duplicata de mim?

-Não. Midgard é nossa conexão. É através dele que nossos universos se conectam, é através de Midgard que você venho, é por ela que nós visitamos seu povo desde sempre!

Os cientistas do seu povo sempre olharam para as estrelas buscando entender cada coisa, documentar cada coisa, alguns acharam ter encontrado atalhos, passagens que conectam dois ou mais pontos e muitos acharam conhecer todas as classes destes atalhos, destes buracos, mas na verdade desconheciam que seu próprio planeta é uma passagem.

A Terra é a conexão com Yggdrasil, a conexão com nossos mundos.




E agora como prometido! O novo poster da nossa aventura! Estes são os Nove Mundos do "Unicórnios e Barbas" :D





Esperamos que todos tenham gostado e já sabe! Deixa teu voto nas opções acima, se curtiu divulga nosso trabalho para que mais pessoas o conheçam e deixa teu comentário sempre que quiser! Será muito bem vindo!
Um grande hail viking e saudação unicórniana a todos e bom inicio de ano oficial, pós carnaval!
XD
Abraçoooo!!!



0 Comments:

Postar um comentário

Seja gentil!
Nada de ódio!!
Faça amor não faça a barba!!